•  
  • 10 coisas comuns na vida de um antigomobilista

  •  

1. Conhece cada peça de seu carro

Os carros de hoje em dia são práticos, mas essa praticidade faz com que os proprietários saibam pouco sobre eles. O antigomobilistas conhece as características de cada parafuso que segura a proteção de cada componente e toda peça é igualmente importante para ele.

2. Depois de dois dias de encontro fica com marca de sol.

.Um final de semana de muito sol, carros maravilhosos, amigos, uma cervejinha. Ahhh, que delicia. Uma pena que sempre fique aquelas feias marcas de sol. O que, no carro? NÃO! Um antigomobilista nunca deixaria isso acontecer, ele toma todas as precauções para que seu carro fique impecável, mas claro que se esquece de levar um protetor solar para si mesmo. Depois dessa canseira toda, o antigomobilista chega em sua casa e não consegue tirar a camiseta do clube, nem os óculos. Sim, por algumas semanas teremos uma marca de sol em nossos corpos nos lembrando dos bons momentos vividos. Mas lembre de longe, porque se encostar arde.

3. Nos eventos, encontra tipos inusitados de admiradores de carro antigo.

Todos nós já vivenciamos a aproximação daquelas pessoas que chegam com um ar de sabe tudo, dão aquelas batidinhas confiantes no capô e falam para a namorada (porque sempre é para se mostrar pra namorada?) uma característica do seu carro que nem mesmo você sabia. Como um novo nome para o modelo “esse aqui é o modelo pumão”, ou afins. Esses fatos incrivelmente novos (e inteiramente falsos) são sempre presenciados pelo dono do carro, que realmente entende sobre o modelo e está ali na sombrinha, só observando.

observadorincoveniente

4. Conhece ou é membro do “Mentirosos Car Clube”.

Existe um subgrupo de automóveis antigos que é recordista de sócios. A maioria dos antigomobilistas faz parte ou conhecem alguém que faz parte desse clube. É o “mentirosos car clube”. Os afiliados desse grupo sempre têm os carros mais raros do mundo e a cada vez que alguém pergunta sobre o automóvel, fica ainda mais raro.

5. Já ficou na estrada pelo menos uma vez.

Pegar estrada com um automóvel antigo é uma decisão nossa, quem não gosta de rodar um pouco ouvindo o maravilhoso som do motor e sentindo o vento bater no rosto? Mas veja bem, FICAR na estrada não é nossa decisão. Infelizmente acontece e a gente dá um jeito de resolver as coisas, mas não me venha com o papo de “você que quis ir viajar com um carro antigo”. Eu quis viajar e não ficar horas parado no mesmo lugar.

6. Recebeu ajuda em momentos críticos.

Se você tem um carro antigo e já ficou parado na estrada sabe do que estamos falando. É só ter um belo automóvel antigo em apuros que as pessoas resolver doar seu tempo e ajudar. Sempre aparece alguém dizendo que o carro é lindo, que sempre quiseram um desse, que o avô tinha um ou coisa parecida. A sensação de nostalgia, o carinho pelo carro e pela história que ele faz lembrar, o retorno a bons momentos vividos. Esses sentimentos unem as pessoas, é algo muito belo de se ver. E a ajuda é muito bem vinda, obrigado.

7. Vivem em uma eterna busca por peças ou serviço especializado

É aquela coisa: ou o cara que faz o serviço diz que não tem a peça, ou você acha a peça, mas não encontra quem faça o serviço. Mas a gente não desiste e eventualmente encontra a peça para levar até quem faça. Ai acabou né? Não, a busca nunca acaba afinal as peças são muitas e o trabalho nunca acaba.

manutenção

8. Festeja a virada do ano tranquilo

Virada do ano, champanhe, amigos/família e contagem regressiva. Você olha ao lado e já vê algumas pessoas chorando. É um momento emocionante de união, não é mesmo? NÃO! Você sabe quão caro é o IPVA? Aquela é a contagem regressiva para se desfazer de uma grande quantia de dinheiro. Então sempre que você ver um cara sorrindo tranquilo no ano novo saiba: ele é antigomobilista.

9. Reconhece o carro em qualquer lugar.

Experimente para o seu fiesta preto no shopping em um dia de feriado e não decorar qual era a sua vaga. Eternidades se passarão até que você encontre seu carro dentre os milhares semelhantes. Mas o carro antigo é diferente, ele pode ser visto de longe, é inconfundível. Alias, convenhamos só a visão daquela belezura já traz um sorriso no rosto.

10. Anda com as ferramentas sempre a mão.

Não só por necessidade, nossos “senhores” precisam que estejamos pronto para qualquer cuidado imediato que ele necessite. Mas também é sabido que o kit de sobrevivência de um carro antigo é barato, um jogo com chave de fenda, alicate, chaves de boca, um frasco para gasolina e um galão d’água: esses itens resolvem qualquer problema imediato de um carro antigo e deixam os antigomobilistas se sentindo os próprios McGyvers.

BÔNUS: Para eles os carros são membros da família.

Nossos carros antigos têm nome, personalidade. Eu converso com eles e eles me respondem, me contam como estão. Eu entendo o que se passa em seu coração e eles alegram o meu.